Ernane Galvêas: Desfecho político

DESFECHO POLÍTICO

Para quem esperava que algum projeto de impeachment do Presidente Bolsonaro pudesse prosperar, ESQUEÇA. O presidente acaba de blindar-se no Congresso com a conquista do Centrão, ao qual entregou o comando do FNDES, que administra um orçamento de R$ 54 milhões.

ATIVIDADES ECONÔMICAS

Relatório do Banco Mundial aponta que a pandemia fará a economia ter pior desempenho em 120 anos. Um país emergente médio pode ver a produção potencial reduzir em 8% ao longo de cinco anos e a produção de nações em desenvolvimento, que exportam petróleo pode despencar 11%.

A Resenha Mensal da Empresa de Pesquisa Energética (EPE) de abril registrou uma queda de consumo de energia elétrica de 6,6%, para 37.116 gigawatts-hora (GWh), refletindo pela primeira vez o impacto em um mês inteiro da pandemia do Covid-19. O setor comercial foi o mais atingido, com queda de 17,9%, seguido pela indústria, com perda de 12,4% no consumo. O setor residencial subiu 6%, sinalizando aumento da demanda trazida pelo isolamento.

A capacidade instalada de energia solar no Brasil subiu 4,4% em relação a abril, para 5,764 gigawatts (GW), sendo 2,928 GW de geração centralizada e 2,836 de geração distribuída, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar (Absolar). De março para a abril, o crescimento havia sido de 0,8%.

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) divulgado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) subiu 9,8 pontos em maio ante abril, para 65,5 pontos. O resultado representa uma recuperação de 24,0% da perda acumulada nos meses de março e abril.

As matérias-primas que têm influência sobre a inflação apresentaram alta de 12,3% em maio, após variação positiva de 1,56% em abril. No ano, o Índice de Commodities Brasil (IC-Br), calculado pelo Banco Central (BC), registrou aumento de 9,72%; em 12 meses, avançou 17,91%.

O fluxo de veículos em estradas com pedágio voltou a subir em maio frente a abril, após queda de 31,7% no quarto mês nessa base de comparação, segundo a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) e a Tendências Consultoria Integrada. Em maio, a recuperação foi de 22,1%, considerando aumento de 9,2% no movimento de veículos pesados e de 28,7% de leves.

Dados divulgados na Conferência da ONU para o Comércio e Desenvolvimento apontam recuo de 27%, entre abril e junho, no comércio mundial. Para 2020, a expectativa é de retração de 20%. O Brasil não ficará fora desse contexto: mesmo com o agro registrando recordes de exportação, os indicadores mostram retrações nas importações e exportações.



menu
menu